Um "design" atraente é garantia de usabilidade?

Jorge Marmion


Introdução

Um "design" atraente, no qual foram investidos consideráveis recursos humanos e financeiros, é necessariamente garantia de usabilidade? Pretendemos demonstrar, neste artigo, a diferença entre "design" e "usabilidade", e como é possível, utilizando conceitos básicos de User Centered Design, modificar o site, aproveitando o design, para aumentar substancialmente a usabilidade da aplicação.

Apresentação do caso

Um importante centro de compras da Zona Sul da cidade de São Paulo oferece aos visitantes do seu site, dentro da seção "Lazer", a programação dos filmes exibidos no cinema ali instalado.

Ao ingressar na página, o visitante depara-se com uma tela na qual há -à direita- uma série de filmes (figura 1). Uma mensagem ("Escolha o filme") orienta o visitante quanto à próxima ação a executar:

Ao selecionar uma das ocorrências dos filmes a sinopse do filme é exibida na janela apropriada, bem como a censura e os horários de exibição (figura 2). O nome do filme ocupa a área antes reservada para a mensagem instrutiva. A janela de filmes é reinicializada; se você tinha descido o cursor para visualizar a segunda parte do menu, as primeiras ocorrências voltam a ser exibidas.

Análise

A combinação de cores é bastante agradável: o web designer optou por um tom único com diversos matizes, um recurso adequado. É perceptível que houve um esforço de projeto visual, já que as imagens utilizadas fogem do comum.

Os filmes se repetem (figura 1) "por estarem e (SIC) mais de uma sala". Esta mensagem instrutiva é apresenta fora de contexto (na janela de exibição de detalhes do filme, e não na lista de filmes, onde seria natural a explicação). Já que não há qualquer distinção entre as várias ocorrências iguais, o visitante fica na dúvida de qual ocorrência clicar. Na janela da Sinopse, é exibida uma mensagem ("A - Esta sessão será exibida somente às Sextas e Sábados") que nada tem a ver com o resto das informações na tela, já que até esse momento o visitante não escolheu nenhum filme.

Após selecionar uma das ocorrências dos filmes a sinopse do filme é exibida na janela apropriada, bem como a censura e os horários de exibição. Originalmente pensada para ocupar somente uma linha, a janela de horário provoca uma quebra no desenho da tela quando há mais horários dos que cabem em uma linha (figura 2). Certas informações contidas nos horário (por exemplo, a letra "F" no horário 12h00F) resultam totalmente incompreensíveis -portanto inúteis- já que não há qualquer referência às mesmas. A reinicialização da janela de filmes faz com que o internauta perca a referência do filme clicado (quais das ocorrências de "Matrix reloaded" foi clicada ?).

Diagnóstico

Apesar dos esforços para criar um design atraente, a usabilidade deste página é quase nula. Caso o usuário deseje saber qual a sessão do filme "Matrix reloaded" que lhe resulte mais conveniente, deverá clicar "n" vezes no menu (tantas vezes quanto salas exibam o filme), correndo o risco de clicar duas vezes na mesma sala, já que não há qualquer relação entre as informações de sala exibida e a correspondente entrada na lista de filmes.

Muito provavelmente o projetista do site pensou "Como vou apresentar a informação que tenho disponível", em vez de pensar "Qual a informação que o visitante do site deseja?".

Uma proposta para aumentar a usabilidade do site

Há várias opções para aumentar a usabilidade das informações apresentadas no site, e torna-las úteis ao visitante. Como exercício apresentaremos uma alternativa que mantém o design atual, porém modifica substancialmente a apresentação das informações.

O projeto de usabilidade deveria começar com uma pesquisa, entre os freqüentadores do cinema que tenham acesso à Internet, que fornecesse informações quanto às facilidades que os usuários desejariam encontrar no site. O que o usuário procura ao consultar a programação de cinema? Horários de exibição? Características das salas onde é exibido (uma pode ter som digital, outra som Dolby Stereo, outra projeção digital, etc.)? Sinopse do filme? O que diz a crítica sobre tal ou qual filme? Quais os filmes exibidos?

Vamos tomar a liberdade de supor que tal pesquisa foi efetuada, e que detectamos que a grande maioria das respostas apontam duas situações possíveis ao entrar na página da programação:

a) Parte dos usuários quer saber quais os filmes exibidos no cinema do Centro de Compras;

b) O restantes dos usuários já sabe qual filme deseja assistir, e querem saber os horários de exibição. Grande parte destes visitantes já sabe, ou pelo menos tem uma boa idéia, de qual o horário que mais lhe resulta conveniente.

Temos de, obviamente, apresentar uma lista dos filmes sendo exibidos. A utilização de uma janela, na qual os filmes são apresentados em ordem alfabética ascendente, é apropriada. Entretanto, se forem exibidos mais filmes do que cabe no espaço reservado, obrigaria o usuário a utilizar a barra de rolagem para localizar os filmes no fim da lista, o que diminuiria a praticidade da interface. Mas supondo que o cinema tem 10 salas, e é possível mostrar 7 filmes na janela, e considerando que filmes de bilheteria são exibidos em mais de uma sala, optamos por manter o formato atual de apresentação.

A janela à esquerda, onde são apresentadas informações do filme selecionado, permaneceria inicialmente vazia. Poderia ser aproveitada para apresentar alguma oferta ou notícia de destaque do cinema, mas isso seria um fator de distração cujo benefício deveria ser muito bem avaliado.

Após selecionado o filme, a informação relevante ao mesmo é apresentada. Optamos por uma tabulação nos detalhes do filme para acelerar a localização dos tópicos (caso alguém somente deseje consultar os horários, não teria de percorrer a sinopse para localizar o próximo parágrafo). Esta janela cresceria para abaixo para acomodar todas as informações. Novamente, tabulamos os horários para permitir a leitura sem que a informação da sala interfira.

Conclusão

Um design atraente não é, como vimos, garantia de usabilidade. O projeto de interação com o usuário deve ser objeto de um estudo específico, levando em consideração não a vontade do projetista mas da audiência. Com tantos sites divulgando programação de cinema muito mais amigavelmente, quantos são os usuários que vão retornar a esta página após uma experiência frustrante?


Gostaríamos de ouvir sua opinião sobre este artigo.

Conteúdo

Utlilidade


Entre em contato com o(a) autor(a) deste artigo

Convide um amigo ou colega para ler este artigo

Imprima este artigo


Topo da página

(c) 2003-2006 IBRAU - Instituto Brasileiro de Amigabilidade e Usabilidade. Todos os direitos reservados.

(c) 2006 IBRAU - Instituto Brasileiro de Amigabilidade e Usabilidade. Todos os direitos reservados.

Fale com o(a) colunista.

Você gostou do artigo Análise da usabilidade de uma aplica o de registro de sorteio?

A seguir os dados são opcionais

Deseja enviar uma mensagem a Jorge Marmion?

Seu nome:

E-mail

A produção do site não comercializará o endereço de e-mail acima, nem enviará correspondência indesejada

Preencha os dados abaixo e enviaremos à pessoa que você indicar um e-mail convidando-a a visitar o site e ler este artigo.

Seus dados:

Seu nome:

E-mail

Os dados da(s) pessoa(s) que você quer convidar:

Seu nome:

E-mail

Caso deseje convidar mais de uma pessoa, digite os endereços de e-mail separados por vírgula, sem espaços em branco
(exemplo: joão@uol.com.br,pedro@aol.com)

Caso deseje, envie uma mensagem junto com o convite

A produção do site não comercializará nenhum dos endereços de e-mail acima informados nem enviará correspondência indesejada aos mesmos.