Lei de Fitts


Introdução

A Lei de Fitts, formulada em 1954 é um modelo de comportamento psicomotor baseado em tempo e distância, aplicável ao movimento humano desde que rápido, dirigido e unidimensional. Explicada simplesmente, a Lei de Fitts estabelece que o tempo necessário para efetuar um movimento é afetado pela distância e a precisão que o alvo requer para ser acertado.

O movimento do mouse adequa-se perfeitamente ao modelo: o tempo para alcançar um objetivo com o mouse é função da distância e tamanho do objetivo. Quanto menor a distância e maior o tamanho, mais amigável é o mecanismo de interação. Pode-se mover o mouse rapidamente até o alvo que a probabilidade de acerto é elevada.

A desaceleração prevista na Lei de Fitts pode ser observada no teclado virtual para digitação de senha implementado por várias instituições bancárias brasileiras. Devido à compactação do "teclado", o rápido movimento do mouse de uma tecla a outra resulta em uma alta probabilidade de erro (posicionar o cursor do mouse em uma tecla diferente do alvo desejado) e o usuário, instintivamente, reduz a velocidade de movimentação do mouse.

Confira você mesmo!

Nesta pequena experiência, de nossa autoria, há dois teclados virtuais: à esquerda, tamanho natural, como apresentado em um monitor de 1024 x 800; à direita, um teclado com as teclas aumentadas em 3x. Digite a senha "37491037" + OK em um dos teclados. O tempo total de digitação começa a contar a partir do clique na primeira tecla (válida ou não) e finaliza após digitar OK, se a seqüência foi corretamente digitada. Repita o procedimento para o outro teclado.

(Nota: Não programamos, nem vamos faze-lo, controles "cross keyboard", isto é, que você comece a clicar em um teclado e continue em outro. Jogue limpo!)

Mas, afinal, para que me serve a tal Lei de Fitts?

As conclusões da Lei de Fitts devem ser observadas ao projetar a distribuição de elementos "clicáveis" na tela ( ícones, links, etc.) visando minimizar a probabilidade de erro. Veja só um exemplo: quantas vezes você encontrou um formulário, em um site, que após os dados a serem informados encontram-se os botões:

A probabilidade que um usuário com elevado nível de estresse, provocado -por exemplo- por fatores externos (preocupação com quantidade de pulsos gastos com a conexão discada à internet, ruído, ambiente hostil, etc) erre ao clicar o botão, e em vez de "Enviar" clique "Limpar", é bem mais elevada que se apresentássemos os botões mais espacejados:

A probabilidade de erro nesta última configuração é praticamente nula: o usuário poderá, ao mover o mouse, posiciona-lo fora do botão alvo, mas é altamente improvável que o posicione no botão errado.

No projeto de menus os efeitos da Lei de Fitts também devem ser observados. Observe à direita o menu apresentado pelo Windows Explorer ao clicar o botão direito do mouse no nome de um arquivo (neste caso, tempo e distância são zero). A opção "Delete", uma ação terminal, está muito próxima à opção "Rename" (cujo efeito é retardado, isto é, pode-se descontinuar após clicada).

Ações terminais (exemplo: Eliminar, Remover, Desconectar, etc) devem estar razoavelmente separadas de ações não terminais (exemplo: imprimir, suspender, minimizar, OK, etc).

Referência

Fitts' Law - At a glance, Models and Theories of Human-Computer Interaction, Virginia Polytechnic Institute and State University


Gostaríamos de ouvir sua opinião sobre este artigo.

Conteúdo

Utlilidade


Entre em contato com o(a) autor(a) deste artigo

Convide um amigo ou colega para ler este artigo

Imprima este artigo


Topo da página

(c) 2003-2006 IBRAU - Instituto Brasileiro de Amigabilidade e Usabilidade. Todos os direitos reservados.

(c) 2006 IBRAU - Instituto Brasileiro de Amigabilidade e Usabilidade. Todos os direitos reservados.

Fale com o(a) colunista.

Você gostou do artigo Análise da usabilidade de uma aplica o de registro de sorteio?

A seguir os dados são opcionais

Deseja enviar uma mensagem a Jorge Marmion?

Seu nome:

E-mail

A produção do site não comercializará o endereço de e-mail acima, nem enviará correspondência indesejada

Preencha os dados abaixo e enviaremos à pessoa que você indicar um e-mail convidando-a a visitar o site e ler este artigo.

Seus dados:

Seu nome:

E-mail

Os dados da(s) pessoa(s) que você quer convidar:

Seu nome:

E-mail

Caso deseje convidar mais de uma pessoa, digite os endereços de e-mail separados por vírgula, sem espaços em branco
(exemplo: joão@uol.com.br,pedro@aol.com)

Caso deseje, envie uma mensagem junto com o convite

A produção do site não comercializará nenhum dos endereços de e-mail acima informados nem enviará correspondência indesejada aos mesmos.